Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1012
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Especialização
Title: Evolução do sistema de tratamento de efluentes biológicos da mina de N4 da empresa Vale, em Carajás
metadata.dc.creator: BRAGA, Cássio Fernando Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: MATTA, Milton Antônio da Silva
Issue Date: 2010
Citation: BRAGA, Cássio Fernando Santos. Evolução do sistema de tratamento de efluentes biológicos da mina de N4 da empresa Vale, em Carajás. Orientador: Milton Antonio da Silva Matta. 2010. 56 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Gestão Hídrica e Ambiental) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2010. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1012. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Um dos maiores problemas ambientais existentes atualmente é a contaminação dos recursos hídricos e do solo através de descartes de esgoto sanitários e industriais fora dos padrões (legislação ambiental). Estes descartes são realizados diretamente no meio ambiente sem tratamento ou com tratamentos inadequados tanto por parte de empresas e de prefeituras. Dentro deste contexto, a VALE em cumprimento a sua política ambiental e de desenvolvimento sustentável e em atendimento a condicionantes ambientais (90% de eficiência em relação à Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO)), desenvolveu um trabalho de adequação do seu sistema de tratamento de efluentes biológicos provenientes dos processos administrativos da sua unidade em Carajás no Pará. Para alcançar esta eficiência, foram utilizadas metodologias de diagnósticos de campo, manutenções corretivas, revisão de procedimentos operacionais, elaboração de projetos executivos e modificação do sistema de tratamento de efluentes biológicos. A opção da modificação do sistema da Estação de Tratamento de Efluentes Biológicos da Mina de N4 (ETE-N4), de lagoa de estabilização, por um sistema de lodo ativado com polimento final através do uso de filtros anaeróbios, se deu pelo fato do sistema de lagoa de estabilização possuir uma eficiência média de no máximo 80% de remoção de DBO o que não atenderia a condicionante ambiental. Com esta modificação do sistema de tratamento, a ETE-N4 alcançou a eficiência de 90% em relação à DBO em meados de 2009 apresentando ainda pequenas variações médias de 3% a 4% até o final de 2009, mas já com uma estabilidade que não havia anteriormente no sistema de lagoa de estabilização.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
Keywords: Resíduos industriais
Tratamento
Companhia Vale do Rio Doce
Pará - Estado
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: http://www.biblioteca.ig.ufpa.br/index.php/ghai/35-gha3
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCCE_EvolucaoSistemaTratamento.pdf2,05 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons